Arquivos da categoria: Kiruna

Pode chamar a Aurora, aquela linda (dia 2 no pólo norte)

21 de Janeiro

Clique aqui para a parte 1

Clique aqui para ver a parte 2

Como a Camila disse, conseguimos encontrar a Aurora Boreal na primeira noite em Kiruna/Abisko. Depois de tantos contratempos a nossa insistência valeu a pena e somada à bastante sorte conseguimos alcançar nosso objetivo.

Aurora Sky Station, Abisko, Sweden
Neto, Jeong e o Gui na entrada da Sky Station

Mesmo assim, ainda não estávamos 100% satisfeitos. A Aurora da noite anterior tinha sido um pouco fraquinha e sentíamos que precisávamos tentar mais uma vez, por desencargo de consciência. Consultamos nosso amigo especialista em Aurora (valeu Marco!) e ele nos garantiu uma previsão de atividade boa para a noite. Decidimos ficar.

Continue reading

A CAÇADA, A DANÇA E O LEGADO [pt. 2]

Kiruna, 20 e 21 de Janeiro.

Clique aqui para a parte 1

Pouco tempo depois, após os olhos acostumarem com a escuridão eis que aquela nuvem explode em uma cor verde maravilhosa! Era a Aurora! Meu Deus, era ela aparecendo tímida no céu, graciosa! Eu não parava de gritar “oh my god” (em inglês mesmo, para a Tania entender), o Gui berrava o mais alto que seu pulmão permitia e o Neto sorrindo… Pausa para fotos, temos que registrar isso! Meu Deus, aquilo era maravilhoso…
… para nosso susto, o Neto afunda em um monte de neve – no qual eu achei que fosse água – que mais parecia areia movediça e quase queimou sua pele. Ajudamos a retirá-lo de lá e vamos seguir viagem! Nossa namoradinha estava fraca e começava a desaparecer… será se ela voltaria? Vamos mais ao norte, vamos até a Noruega se precisar, tínhamos que vê-la novamente!

Aurora Boreal em Abisko, Suécia - Pólo Norte
Aurora Boreal em Abisko, Lapônia Sueca

Enquanto aproximávamos de Abisko era visível a diferença na natureza: muitos rios congelados, enormes e maravilhosas montanhas, bem diferente da plana Dinamarca e Suécia que conhecíamos.

Continue reading

A Caçada, a dança e o legado [pt. 1]

20 de Janeiro

Naquela manhã de segunda-feira, ainda em Luleå, conseguimos nosso ônibus para Kiruna. Enquanto isso, Marco Brotto e Sarah Galantini nos auxiliavam sobre a previsão de tempo e a chance de ver a Aurora Boreal. Aparentemente, aquele dia seria nossa única chance.

Com essa roleta russa, a gente não poderia falhar, procuramos algum tour especializado, mas nenhum disponível para o horário que chegaríamos à cidade, caramba, a sorte não estava a nosso favor. Alugamos então um carro via internet e descobri uma Sky Station – uma estação para observar o tão esperado fenômeno, 100km ao norte de Kiruna.

Viajantes do Pólo Norte
Neto, Tania, Camila e o Gui

Já no ônibus arrumamos uma nova companheira: Tania, uma polonesa que veio no mesmo trem de Estocolmo, ficou presa na mesma cidade, tinha o mesmo objetivo e os mesmos problemas climáticos! Ela topou seguir a aventura conosco, enquanto o Gui descansava e eu deixava meu post no Dois +1 sobre nossas incertezas. O clima entre nós era de tensão: um misto de emoção com nervosismo, o medo do fracasso e de decepcionar não apenas nossas expectativas como as de quem nos acompanhava desde o começo.

Continue reading

Dois+1 Na Trip | Memories to keep inside

Nosso foco não era filmar, mas como fizemos alguns takes em alguns poucos lugares, resolvemos juntar tudo e fazer um pequeno vídeo resumindo a nossa viagem. Infelizmente não tínhamos equipamento próprio para filmar a Aurora, mas todo o resto está aí, documentado. Have fun!

Kiruna e Abisko – 21 a 22 de Janeiro

Tudo deu errado mas ao mesmo tempo não deu tão errado assim. Não fomos para Tromsø, mas acabamos indo parar num paraíso de gelo: Kiruna. Lá conseguimos fotografar a tão esperada Aurora Boreal. Agora entendemos porque as pessoas falam “caçar” quando se referem a ela. Não é muito fácil encontrá-la. Felizmente, nós conseguimos.

Clique aqui ou na imagem abaixo para ver todas as fotos.

Aurora Boreal em algum ponto entre Kiruna e Abisko
Aurora Boreal em algum ponto entre Kiruna e Abisko